quinta-feira, 8 de maio de 2014

Livrinho " O Mar e a Bolha"





Um livrinho de Nic e Inês, uma história nossa!!!! Como nasceu a Casa Nic e Inês? Texto de Nic e ilustração de Finalmente Inês.

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Nic e Inês nas Garatujas Fantásticas



Casa é um lugar que normalmente tem a nossa cara. Abrir as portas de casa significa tratar com carinho aquele que chega e querer aproximar o outro do nosso mundo. Uma casa, muitas vezes, é uma sequência da gente. Estão nas paredes as imagens que nos trazem memórias, nas estantes os livros-apego, na cozinha todo o coração, na mesa bagunçada a mancha de tinta e cola, projetor, tesoura, papéis de diferentes texturas e experiências diversas em formas de notas. Estou falando de uma casa que podia ser a minha mas, na verdade, é como pinto a Casa Nic e Inês, em Lisboa, um lugar mágico onde de tudo se aprende do modo mais informal: mesa, cadeira, bate-papo e bolinhos para quem quiser entrar.
“Somos um casal, dois artistas ou um par de professores, que se fartou de ouvir falar da crise. Costumamos dizer que enlouquecemos e agora damos oficinas no nosso estudio/ninho-de-amor”, disseram, por Skype, numa simpática conversa há duas semanas. Depois de um ano desempregada, com experiência e conhecimento maravilhosos sobre criança, livros e arte, Inês resolveu ajustar o tamanho da mesa da sala e transformar tudo em vivência. Com apoio de Nic, especialista em design vídeo e fotografia, encontrou na criatividade uma forma de aprender e ensinar.
Todo sábado (mas às vezes também aos domingos), uma oficina acontece ali. As técnicas são variadas e, recentemente, porque adoram se atualizar, resolveram convidar outros artistas pra tocar alguns workshops também. “Foi o jeito que encontramos de continuar participando de outros cursos, já que a agenda do fim de semana está tomada”, disse Nic, sul-africano que se mudou para Lisboa aos 16 anos.
Acabei descobrindo a Casa Nic e Inês ao ver que Catarina Sobral, autora e ilustradora portuguesa que adoro, tinha passado por ali. Há pouco, foi a vez de Renata Bueno – única brasileira selecionada para a Ilustrarte 2014 de Portugal – comandar uma oficina com carimbos. A partir deles, a artista brincou com as imagens e as palavras criando rimas visuais e poéticas. A ideia vem de uma série de três livros publicados pela Editora Jujuba: Cadê o cavalo?; Cadê a mosca?; e o mais recente Cadê o peixe?. Sou fã também.
Entre interessados em livros e arte, a Casa Nic e Inês vai se enchendo e transformando tudo em ação bonita. Além das amizades que surgem ali, esse jeito leve de trabalhar com o que se gosta rendeu até casamento. “Começamos com essa história de casa, até que resolvemos casar na exposição que montamos, e que chamava, claro, Casa. Convidamos os amigos e alguns ainda perguntam hoje se casamos mesmo ou se aquilo tudo foi uma performance”, contam rindo, o casal.
Para ver um pouco do que já passou por ali, selecionei algumas imagens, mas recomendo a visita ao site e à página deles no Facebook. E para quem puder dar um pulo em Lisboa, as oficinas têm preço amigo: 12 a 15 euros, quase sempre aos sábados, das 10h às 13h.
Por Thais Caramico
http://garatujasfantasticas.com/ta-em-casa/